ODemocrata

Governo Agnelo apresenta ferramentas para desenvolvimento do Turismo

O GDF lançará nesta segunda-feira (9), simultaneamente, o “Observatório do Turismo”, com a plataforma digital de monitoramento de dados, e a primeira legislação de transporte turístico criada para a cidade. A cerimônia será às 15 horas, no Salão Nobre do Palácio do Buriti.

GDF apresenta ferramentas para desenvolvimento do Turismo-divulgação
GDF apresenta ferramentas para desenvolvimento do Turismo-divulgação

Criado em 2012, com o objetivo de monitorar a movimentação turística da capital federal e subsidiar investimentos pelas iniciativas pública e privada, o “Observatório do Turismo do Distrito Federal” foi alimentado ao longo do último ano com pesquisas realizadas pelo Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília (CET/UnB), contratado pela Secretaria de Turismo do Distrito Federal.

A base formada a partir dos primeiros estudos resultou no Sistema Informatizado de Dados (SID) que, quando lançado, marcará o ponto zero da funcionalidade original do Observatório, que é acompanhar o desenvolvimento do setor a partir da evolução de índices primários. A plataforma oferece opções de estruturar pesquisas direcionadas por temas e poderá receber informações diretas dos gestores e empresários que atuam nas 52 atividades relacionadas ao Turismo, além de aproximar a comunidade acadêmica das práticas do mercado.

“É uma maneira ágil e acessível de conhecer a oferta turística do Distrito Federal e também o perfil do nosso visitante, dados que já foram levantados anteriormente de forma aprofundada. Por esse caminho, conseguimos atender as demandas de maneira abrangente e ter maior segurança na hora de direcionar as políticas públicas, que passam a se basear em dados científicos”, explicou o secretário de Turismo do Distrito Federal, Luis Otávio Neves.

Em outra vertente estratégica, o Governo do Distrito Federal assinará a legislação do transporte turístico de Brasília. A norma foi construída pelas Secretarias de Turismo e de Transporte do Distrito Federal, com a equipe do Detran e DFTrans de forma que garanta a agilidade e a desburocratização para contratação dos veículos.

O texto trata da caracterização dos veículos cadastrados como meio de transporte turístico, da tipificação, do uso e das orientações gerais para a circulação dentro e fora de Brasília.

“Fizemos uma grande campanha para que essas empresas se inscrevessem no Cadastur– Sistema de Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos do Governo Federal – e agora vamos mostrar que realmente vale a pena trabalhar legalmente. As normas que estão nessa legislação facilitarão a organização das empresas e a movimentação dos transportes turísticos na cidade”, afirmou o secretário de Turismo.

Para a categoria Transportadora Turística, a inscrição no Cadastur é obrigatória. No Distrito Federal, 54 empresas desse tipo são cadastradas. Segundo o secretário, a iniciativa é um avanço substancial em um momento estratégico ao considerar que a cidade se prepara para receber grandes eventos e comercializar roteiros integrados com estados vizinhos, quando oferecerá oportunidades únicas para as empresas regularizadas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *