ODemocrata

Caso Lázaro: PCGO identifica casal que violou túmulo do serial killer

Sepultura Lázaro Barbosa

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) concluiu o inquérito sobre a violação do túmulo do serial killer Lázaro Barbosa, no Cemitério de Cocalzinho de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, em 15 de março. A suspeita de ter violado o túmulo é uma adolescente de 15 anos, segundo a corporação, que disse ter sonhos recorrentes com o criminoso. Segundo a jovem, ele a pedia para retirá-lo da sepultura, por ainda estar vivo.

Além da adolescente, o namorado dela, um jovem de 21 anos, ambos moradores do Setor Habitacional Sol Nascente, teria participado do crime. Após os supostos sonhos, a suspeita teria convencido o namorado a ajudá-la na escavação.

Ainda segundo a PCGO, “ficou constatado que a adolescente que violou o túmulo estava movida por delírios. Então, não há como culpá-la ou condená-la pelo ato”.

Lazaro Barbosa, criminoso morto após chacina no entorno do DF - Metrópoles

À época do caso, a perícia constatou que nem os restos mortais nem o caixão de Lázaro haviam sido danificados. A investigação também descartou que o corpo do serial killer tenha sido revirado, pois “apenas a sepultura havia sido violada, por meio de escavação”.

Um coveiro percebeu que o túmulo tinha sido revirado, em 15 de março de 2023, e avisou à administração do cemitério. Acionada pela empresa, a PCGO passou a investigar o caso.

Relembre o caso Lázaro Barbosa

A polícia encontrou digitais dele na casa das vítimas, no Incra 9, em Ceilândia. As investigações apontaram que o assassino usou arma de fogo e faca para matar Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos; Gustavo Marques Vidal, 21; e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, após invadir a chácara onde eles moravam.

Em seguida, o criminoso manteve a esposa de Cláudio, Cleonice Marques de Andrade, 43, como refém. O corpo dela foi achado, em 12 de junho de 2021, por um grupo de moradores da região, empenhados nas buscas. O laudo pericial revelou que Cleonice morreu com um tiro na cabeça e sofreu violência sexual.

Após os assassinatos, Lázaro fugiu por quase um mês. O criminoso acabou morto, com ao menos 38 tiros disparados por policiais militares de Águas Lindas (GO), em 28 de junho de 2021, após trocar tiros com os PMs, em uma mata próxima à casa da ex-sogra dele.

 (crédito: Polícia Civil/Divulgação)

(crédito: Polícia Civil/Divulgação)

Quatro assassinatos, três tentativas de homicídio, três invasões e dois incêndios: a extensa lista de crimes feitos por Lázaro Barbosa desde a última quarta-feira (9/6) o colocou como o homem mais procurado do Distrito Federal e de Goiás atualmente. Na ocasião, o criminoso de 33 anos foi apontado pela Polícia Civil como autor de um triplo homicídio no Incra 9.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata , acesse

📰 Noticias variadas do📍Distrito Federal entorno de Brasília, Brasil e do 🌎mundo.

✅ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽

PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *