Empresário do DF preso pagava R$ 1 mil para estuprar meninas virgens

As investigações apontaram que o autor aliciou e estuprou dezenas de adolescentes, a maioria entre 12 e 13 anos de idade

Criança agredida com pedaço de madeira em Manaus

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por intermédio da Delegacia Especial de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), prendeu um empresário de 61 anos pela prática dos crimes de estupro de vulnerável e exploração sexual de adolescentes.

Os agentes cumpriram o mandado de prisão contra o abusador, bem como de busca e apreensão, na manhã desta sexta-feira (14/6), no Itapoã.

As investigações apontaram que o criminoso aliciou dezenas de adolescentes, a maioria entre 12 e 13 anos de idade, e abusou delas. Uma das vítimas, atualmente com 16 anos, era abusada desde os 13.

O homem pagava as vítimas pela prática de sexo, chegando a dar a quantia de R$ 1 mil para meninas que fossem virgens. As adolescentes mais velhas tinham a “missão” de conseguir garotas virgens e mais novas para que ele cometesse os estupros.

Além de dinheiro, o autor também dava presentes e organizava festas com as meninas, segundo a investigação.

O empresário teve a prisão temporária, de 30 dias, decretada, a qual poderá ser renovada ou convertida em preventiva ao final das investigações.

Ele responde aos crimes de estupro de vulnerável e exploração sexual. Caso seja condenado, a pena pode ultrapassar os 100 anos de prisão, em razão da grande quantidade de vítimas.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *