JUVENTUDE CONTRA O CRACK

 

JUVENTUDE PELA VIDA EM COMBATE AO CRACK
JUVENTUDE PELA VIDA EM COMBATE AO CRACK

 

Um levantamento feito em 2012 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), ligada ao Ministério da Saúde em parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), do Ministério da Justiça, revela que cerca de 370 mil brasileiros de todas as idades usaram regularmente crack e similares (pasta base, merla e óxi) nas capitais. Este número corresponde a 0,8% da população das capitais do país e a 35% dos consumidores de drogas ilícitas nessas cidades. Além disso, 14% do total são crianças e adolescentes, o que equivale a mais de 50 mil usuários.

Em Goiânia existem quase 50 mil usuários de crack ou pasta base em Goiânia. A estimativa é do psiquiatra especialista em dependência química e saúde mental Paulo Soares Gontijo, que acredita que 4% da população goiana consuma a droga na capital. “Quanto mais barato, maior o consumo. Quanto mais consumo, maior a procura por tratamento”, explica.

Na busca de uma cidade, um Estado e um País melhor, a SEJUV dá ínicio a este projeto fantástico, que busca trazer não só os jovens mas qualquer dependente químico que se interesse e queira. Todos são muito bem-vindos. Faça parte você também.

JUVENTUDE PELA VIDA EM COMBATE AO CRACK.

(Mariana Hipólito <marihipolito@gmail.com>)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *