Mãe morre de intoxicação após beber muita água em pouco tempo; entenda

Ashley Summers, mãe de duas meninas de Indiana, nos Estados Unidos, bebê quatro garrafas de água em cerca de 20 minutos, e começou a sentir mal. Ela foi levada às pressas para hospital, mas, infelizmente, não sobreviveu

Ashley bebeu quatro garrafas de água em vinte minutos — Foto: Reprodução/Mirror

Uma mulher perdeu a vida depois de sofrer intoxicação por beber muita água em um dia quente. Ashley Summers, 35 anos, mãe de dois filhos, estava viajando com o marido e as duas filhas para Lake Freeman, perto de Monticello, Indiana, Estados Unidos, na semana do dia 4 de julho. No entanto, o último dia da viagem foi particularmente quente, com temperaturas ultrapassando 30°C.

Ashley se sentiu desidratada e tomou quatro garrafas de água — quase dois litros — em um curto período de tempo, cerca de 20 minutos, disse sua família. Ela começou a se sentir tonta e com dor de cabeça e, quando chegaram em casa, desmaiou na garagem. Sua família a levou às pressas para o hospital, mas, infelizmente, ela não recuperou a consciência.

Devon Miller, irmão de Ashley, disse à WRTV: “Ela adorava estar na água. Ela adorava estar no lago. [Então] minha irmã, Holly, me ligou e ela estava completamente destruída. Ela estava tipo ‘Ashley está no hospital. Ela tem um inchaço no cérebro, eles não sabem o que está causando isso, não sabem o que podem fazer para diminuir e não parece bom”.

“Alguém disse que ela bebeu quatro garrafas de água em 20 minutos. Quero dizer, uma garrafa média de água tem cerca de meio litro, então foram quase 2 litros em um período de 20 minutos. Isso é o que você é deveria beber em um dia inteiro”, afirmou. Devastado, o irmão enlutado continuou: “Foi um choque para todos nós. Quando eles começaram a falar sobre toxicidade da água. Como isso pode acontecer?”. Ashley era uma doadora de órgãos e conseguiu doar seu coração, fígado, pulmões, rins e parte de seu tecido ósseo longo, salvando outras cinco vidas, disse sua família.

Intoxicação por água?

A intoxicação por água, também chamada de envenenamento por água, pode ocorrer se alguém beber muita água em pouco tempo. Em casos raros, pode ser fatal, pois interfere no equilíbrio de eletrólitos no corpo, especialmente se alguém beber muita água sem obter eletrólitos suficientes dos alimentos. Embora a ocorrência seja rara, pode ser fatal caso uma pessoa beba quantidades excessivas de água, como durante competições de beber água ou durante longos períodos de exercícios intensos, explicou The Mirror.

Blake Froberg, toxicologista do IU Health Arnett Hospital, sugeriu que, para evitar a intoxicação por água, deve-se ter um plano de hidratação “certificando-se de beber coisas que contenham eletrólitos, sódio e algum potássio”. Os sintomas de intoxicação por água incluem mal-estar geral, cãibras musculares, dor, náusea e dores de cabeça.

No caso de criança, segundo Paulo Telles, pediatra e neonatologista pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), o maior risco está relacionado aos menores de 1 ano e especialmente durante os primeiros nove meses de vida, porém, criança maiores também podem ter intoxicação por água. Nesse caso, a maior preocupação é com a hiponatremia, queda nos níveis de sódio no sangue. “A hiponatremia pode inicialmente levar à fadiga e náusea, mas pode progredir para sintomas como vômitos, edema cerebral, convulsões, coma e até a morte”, explica o médico.

A nutricionista Natalia Barros, mestre em Ciências Aplicadas pelo Departamento de Nutrição da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e fundadora da NB Clinic, em São Paulo (SP), explica ainda que os rins ajudam a regular a quantidade de água e eletrólitos no corpo, mas quando se bebe água em excesso, órgão pode não conseguir eliminar o excesso de água adequadamente. “Isso pode resultar em uma diluição excessiva do sódio, que é essencial para a função adequada das células e dos órgãos”, explica a especialista. “É importante observar os sinais de intoxicação por água e procurar atendimento médico se houver preocupações. É sempre recomendável seguir as orientações de um nutricionista e garantir um consumo adequado e equilibrado de água para crianças”, a nutricionista complementa.

O pediatra Paulo Telles orienta que, em média, crianças de 9 a 13 anos devem beber entre 5 e 6 xícaras de água ao dia (1,2l a 1,6 l por dia). No entanto, essa quantidade de líquido pode variar dependendo da temperatura e das atividades físicas que a criança pratica. Por exemplo, ao exercitar-se vigorosamente ou suar, as crianças de 9 a 12 anos de idade geralmente precisam beber cerca de 100ml e 250ml de água a cada 20 minutos para se manterem hidratadas.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Crescer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *