2 de outubro de 2023

‘Povo Avestruz’: tribo africana chama atenção por mutação genética que deforma os pés, VEJA VÍDEO

A maioria dos membros não tem os três dedos do meio e, em vez disso, tem apenas os dois dedos externos, que ficam virados para dentro

Os membros da tribo Doma, também conhecidos como VaDoma ou tribo Bantwana, são frequentemente apelidados de “Povo Avestruz” por causa de uma deformação nos pés de muitos dos seus integrantes, que vivem na árida região de Kanyemba (norte do Zimbábue).

A ectrodactilia, uma mutação genética também conhecida como síndrome da garra da lagosta, refere-se à ausência de um ou mais dedos das mãos ou pés no nascimento. Acredita-se que a condição incomum esteja presente em cerca de uma em cada quatro crianças nascidas na tribo Doma.

‘Povo Avestruz’: tribo africana chama atenção por mutação genética que deforma os pés

A maioria dos membros não tem os três dedos do meio e, em vez disso, tem apenas os dois dedos externos, que ficam virados para dentro. Esta é uma condição autossômica dominante resultante de uma única mutação no cromossomo 7.

Os anciãos do povo VaDoma afirmam que seus ancestrais remotos eram seres parecidos com pássaros que vieram das estrelas e misturaram seu DNA com mulheres terrestres primitivas para produzir descendentes. Os anciãos afirmam que seus ancestrais vieram dos sistemas estelares de Sirius e primeiro estabeleceram colônias em um planeta dentro de nosso sistema solar que eles chamam de Liitolafisi.

Para evitar a propagação da condição virou lei que os membros só se casem dentro do grupo a que pertencem. Devido às suas leis e ao isolamento, eles mantiveram a mutação genética que ocorre mais do que em qualquer outra população.

Apesar das leis que proíbem o casamento fora da tribo, a condição está presente em outros tributos, incluindo os Talaunda ou Talaote Kalanga, do deserto de Kalahari, que acredita-se compartilhar ascendência comum com os VaDoma, que se dividem em dois distritos: Urungwe e Sipolilo.

Segundo relatos, a comunidade não considera a mutação uma deficiência, apesar de deixar muitos com dificuldade para andar e é extremamente difícil para eles correrem.

Eles também não podem usar sapatos devido à mutação, mas muitos dos VaDoma relutam em usar tecidos de qualquer tipo, contou reportagem do “Daily Star”.

Em vez disso, a tribo acredita que é uma característica a ser celebrada, já que permite que eles subam em árvores mais rapidamente. Escalar árvores é uma habilidade útil para os membros da comunidade, pois eles praticam um estilo de vida tradicional de caçadores-coletores – caça, pesca, caça ao mel e coleta de frutas silvestres e raízes.

Relatórios acrescentam que eles são os únicos caçadores-coletores tradicionais indígenas do Zimbábue. Os VaDoma também têm pouco acesso a terras férteis.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

EXTRA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *