ODemocrata

Vídeo mostra momento em que brasileiro foge da prisão nos EUA

Danilo Cavalcante, de 34 anos, aparece nas imagens escalando as paredes da penitenciária; autoridades locais buscam recapturar o fugitivo há uma semana

O brasileiro Danilo Cavalcante escapou da prisão de Chester County com a mesma tática usada por outro detento em meados de maio, confirmaram autoridades locais durante coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira. Um vídeo divulgado, nesta quarta-feira, mostra o momento em que o detento escala a parede e deixa a unidade prisional, em 31 de agosto. Desde então, uma força-tarefa tenta recapturar o fugitivo, enquanto os moradores da região se trancam em casa com medo do homem descrito como “extremamente perigoso”.

No vídeo é possível ver um detento sem camisa, em primeiro plano. Do lado esquerdo, em um corredor, aparece o brasileiro, de 34 anos. Ele caminha até o fundo e inicia sua técnica para escalar a parede. Cavalcante coloca as mãos na parede da frente e os pés na parede atrás. Dessa forma, ele consegue subir até desaparecer do campo de visão da câmera.

No momento da fuga do brasileiro, um jogo de basquete entre os detentos acontecia naquele mesmo pátio.

Vídeo mostra momento em que brasileiro foge da prisão nos EUA

Na avaliação das autoridades, a fuga do brasileiro foi inspirada em outra, ocorrida em maio deste ano. A tática usada por Cavalcante foi a mesma do detento Igor Bolte: o criminoso escalou até o telhado de um dos prédios a partir de um dos pátios usados pelos detentos para exercícios. Tanto o brasileiro quanto o americano correram pelo telhado e desceram em uma área menos protegida do presídio, de onde conseguiram escapar.

Diferentemente do brasileiro, Bolt foi preso poucas minutos após sua fuga. Isso se deu, segundo a polícia local, pois o segurança posicionado na torre de vigilância que cuida da área avistou e alertou os colegas sobre a ação. O mesmo não se deu no caso de Cavalcante, e ninguém foi avisado de sua fuga enquanto ela ocorria. O motivo para tanto é um dos alvos das investigações do caso.

Após a fuga de Bolte, arame farpado foi colocado na área usada pelo fugitivo para escalar o prédio. O obstáculo, contudo, não impediu o brasileiro. De acordo com as autoridades, novas medidas de segurança serão tomadas.

— A fuga de Igor Bolte permitiu o prisioneiro (Cavalcante) a identificar as fragilidades do pátio externo — disse Howard Holland, diretor da prisão de Chester County —

Condenado à prisão perpétua pelo assassinato da ex-namorada, em 2021, Danilo fugiu do Presídio de Chester County, na Pensilvânia, pouco mais de uma semana após receber a sentença.

As buscas pelo brasileiro entraram no sétimo dia nesta quarta-feira. Em entrevista à rede CNN, o vice-marechal do U.S. Marshals Service, Robert Clark, afirmou que os investigadores pretendem manter Danilo em movimento e forçá-lo a “cometer erros”.

— Este é um jogo perigoso de pique-esconde tático. Planejamos estressá-lo. Planejamos movê-lo. Planejamos que ele cometa erros. Ele já cometeu. Apareceu na frente de câmeras duas vezes — explica Clark.

Por que polícia dos EUA aumentou perímetro de buscas por brasileiro foragido?

Por causa da caçada, as autoridades decidiram manter as escolas do distrito de Kennett fechadas nesta terça-feira e reforçaram a recompensa de US$ 10 mil por informações que levem ao paradeiro do brasileiro. Em entrevista coletiva, nesta terça, acompanhada pelo GLOBO via redes sociais, George Bivens, vice-comissário de operações da Polícia Estadual da Pensilvânia, disse que agentes do FBI e de serviços de fronteira foram acionados para auxiliar nas buscas.

— Muitas pessoas têm propriedades com largos quintais, muitos acres, o que representa um desafio adicional, porque essas áreas são oportunidades de [ele] se esconder. Pedimos que os moradores verifiquem as câmeras de segurança de suas casas e que os residentes da área estendida fiquem em alerta e nos avisem sobre qualquer suspeita — disse Bivens. — Vamos manter a pressão. Ele é mau e precisa ser detido, e nós estamos determinados a capturá-lo.

Por que brasileiro foragido nos EUA foi preso?

Em agosto, Cavalcante foi condenado à prisão perpétua após matar sua ex-namorada, a maranhense Débora Brandão, a facadas, em 2021. O agente contou que Danilo foi visto com duas bolsas, que ele teria furtado durante a fuga, além de roupas e alimentos.

— Estamos fazendo ele se mover, o que é bom. Não temos informação de que ele passou por um treinamento especial de sobrevivência. Ele está desesperado, não quer ser pego. Claro que esperávamos já tê-lo encontrado, mas ele não teve muito tempo para percorrer uma longa distância — afirmou Bivens. — Não estamos pedindo que as pessoas fiquem prisioneiras em suas casas, mas que ajam com cautela. Se a minha casa fosse nessa região, eu manteria portas e janelas trancadas.

Qual é a estratégia utilizada pela polícia dos EUA para convencer brasileiro a se entregar?

A polícia da Pensilvânia adotou, nesta segunda-feira, uma nova tática para tentar convencer o brasileiro a se entregar. Viaturas e helicópteros das autoridades policiais estão tocando um áudio da mãe de Cavalcante, no qual a mulher pede, em português, para que o filho desista da fuga e se renda.

— Desesperado como ele deve estar, talvez ele mude de ideia ao ouvir sua mãe lhe dizendo para se render, que sua família se preocupa com ele. Talvez seja isso que o coloque no limite, onde podemos conseguir uma rendição pacífica — destacou o agente Robert Clark, que também atua nas buscas.

O que consta nos áudios da mãe de brasileiro foragido?

De acordo com a CNN, o conteúdo da mensagem não foi detalhado pelas autoridades. Segundo Clark, no áudio a mãe de Cavalcante diz que “a família dele o ama e que ela deseja que ele se renda”.

Apesar do auxílio da mãe de Danilo Cavalcante, as autoridades afirmaram, na sexta-feira, que a possibilidade do brasileiro estar recebendo apoio de familiares na fuga também foi levantada. Segundo a promotora Deb Ryan, após o assassinato de Débora Brandão, familiares tentaram ajudar Cavalcante.

— Ele a esfaqueou fatalmente 38 vezes, em plena luz do dia, na frente de seus filhos de 4 e 7 anos. Depois, escapou e foi ajudado por familiares e amigos. A Polícia do Estado da Virgínia conseguiu prendê-lo mais tarde, no mesmo dia. Os detetives do condado de Chester conseguiram rastreá-lo e recuperaram a arma do crime — explicou Ryan ao canal de televisão CBS.

Centenas de detetives estão sendo mobilizados

A caçada ao assassino tem mobilizado centenas de detetives do xerife local e policiais das forças estadual e federal para a recaptura.

Cartazes que oferecem recompensa por informações que levem à prisão do brasileiro foram divulgados. Um deles foi criado pelos comissários do condado de Chester, que ofereceram US$ 5 mil. O outro é dos agentes federais (os U.S. Marshals), que prometeram o mesmo valor.

De acordo com a rede de televisão CBS, mais de 100 ligações com pistas foram recebidas até o momento, mas nenhuma delas resultou na prisão de Cavalcante.

Enquanto o fugitivo não é recapturado, os moradores da região estão apreensivos. A CBS informa que a população local foi orientada a trancar suas portas e permanecer dentro de suas casas enquanto a caçada pelo brasileiro perdurar.

Volta ao Brasil

A promotora distrital Deb Ryan afirmou nesta sexta-feira que Cavalcante pode estar tentando retornar para o Brasil. O brasileiro foi considerado culpado de matar a facadas a maranhense Débora Brandão, em abril de 2021, na cidade de Phoenixville.

A possibilidade de que ele esteja tentando retornar ao Brasil foi levantanda tendo como base o comportamento anterior do homem. Após o crime, o brasileiro fugiu e foi capturado no estado da Virginia um dia depois do assassinato.

— Temos evidências que sugerem que ele foi capturado na Virgínia, mas o objetivo final era ir para o México e depois para o Brasil, que é seu país natal — explicou a promotra nesta sexta-feira, segundo a emissora ABC.

Quem é Danilo Sousa Cavalcante, brasileiro foragido nos EUA?

Procurado por policiais do condado de Chester e pela Polícia Estadual da Pensilvânia, o brasileiro é considerado um homem extremamente perigoso. Segundo a polícia, ele fala português e espanhol e um pouco de inglês.

Danilo é descrito pelas autoridades americanas como um homem de pele clara, 1,70 m de altura e menos de 55 kg. Seus cabelos são pretos, encaracolados, e os olhos são castanhos. Segudo a polícia dos Estados Unidos, Danilo também tem mandado de prisão por um assassinato ocorrido em 2017, no Tocantins. Ele é réu em um caso de homicídio em que um homem, Valter Júnior Moreira dos Reis, foi morto a tiros em uma praça em Figueirópolis.

O crime contra a namorada, que o levou à condenação, teria ocorrido porque o brasileiro não aceitava o fim do relacionamento com Débora e a ameaçava. Segundo a NBC Philadelphia, a condenação não tem chance de liberdade condicional. Ainda segundo as investigações, Danilo não aceitava o fim do relacionamento e, desde 2020, ameaçava Débora. Ele foi preso pela polícia americana no estado da Virgínia, 1h30 após o assassinato.

Promotora distrital do condado de Chester, Deb Ryan diz que Danilo Cavalcante e a vítima, Débora Brandão, namoraram por cerca de um ano e meio. Durante esse período, a mulher teria vivido diversos episódios de violência doméstica.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

O GLOBO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *