Suposto cadáver de extraterrestre é apresentado durante audiência pública no Congresso do México, veja vídeo

Suposto cadáver de extraterrestre é apresentado durante audiência pública no Congresso do México

Após o governo dos EUA divulgar, no começo de 2023, o relatório de 2022 sobre fenômenos aéreos não identificados (Fanis), anteriormente chamados de óvnis, com 171 Fanis sem explicação, na última terça (12/9), foi a vez do Congresso do México tratar desse tema, com um suposto cadáver de extraterrestre sendo apresentado aos parlamentares.

Segundo o portal latino Infobae, foi a primeira vez que uma audiência pública oficial foi realizada no México para tratar dos Fanis. A reunião ocorreu na Câmara dos Deputados e foi liderada pelo jornalista Jaime Maussan, apresentador do programa Tercer Milenio (Terceiro Milênio) na TV mexicana, e que há décadas investiga os fenômenos não identificados e supostas visitas extraterrestres.

Durante a audiência, Jaime Maussan apresentou dois cadáveres mumificados de supostos seres extraterrestres e que datam de mais de mil anos. Eles teriam sido encontrados em Cusco, no Peru. Esses corpos teriam sido estudados pela Universidade Nacional Autônoma do México (Unam) e datados por meio da análise do carbono-14.

“São seres não humanos que não fazem parte da nossa evolução terrestre e que depois desapareceram. Segundo a Unam, que fez a análise do carbono-14, esses seres têm cerca de mil anos, ou seja, não são seres que foram recuperados em navios […] mas sim que foram enterrados em minas de diatomáceas e ficaram fossilizados”, explica o apresentador, citado pelo Infobae.

Para Maussan, a audiência na Câmara dos Deputados é um “divisor de águas na história” não só porque é a primeira vez que uma potência como o México aceita tratar dos fenômenos aéreos não identificados, mas também pelo que aconteceu no Congresso dos Estados Unidos, quando ex-membros da Força Aérea confirmaram o testemunho de avistamentos de Fanis.

Após a participação do jornalista, os parlamentares ouviram o diretor do Departamento de Astronomia da Universidade de Harvard, Abraham Avi Loeb, por videochamada, que falou sobre sua expedição ao oceano Pacífico, que resultou na descoberta de supostos objetos extraterrestres.

Posteriormente, foi a vez de Ryan Graves, comandante reformado da Marinha dos EUA, que também testemunhou perante o Congresso dos Estados Unidos. Ele disse que existe o “medo de partilhar a própria história” por parte de alguns militares, e essa situação poder ser replicada no México.

Outro orador da audiência pública foi o controlador de tráfego aéreo Enrique Kolbrechk, do México, que deu exemplos de acontecimentos inusitados que presenciou durante seu trabalho, não só na Cidade do México, mas em outros estados do país.

Os parlamentares ouviram também autoridades da Argentina, congressistas do Japão, além de outros especialistas, que concordaram na importância de continuar com os estudos sobre os Fanis, porque estão surgindo “casos extraordinários” e pediram a união e a colaboração de todas as áreas.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

#trendsbr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *