DF vai entrar 2024 com grandes obras nos planos

Mantendo o ritmo de entregas de 2023, os investimentos do GDF abrangem áreas como saúde, mobilidade urbana, segurança e educação

Imagem colorida - obras gdf - Metrópoles

A chegada do fim de 2023 traz muitas reflexões e análises sobre as conquistas durante o ano. O mesmo vale para a capital federal. Isso porque o Governo do Distrito Federal (GDF) vem trabalhando para criar uma nova dinâmica para a cidade, por meio de investimentos em diversas áreas. Assim, o DF entrará 2024 com mais de 3.200 obras, tanto entregues quanto em andamento.

Entre as grandes entregas na área de mobilidade urbana estão o Túnel Rei Pelé, em Taguatinga, e o Viaduto Luiz Carlos Botelho, que liga o Sudoeste ao Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek. Além disso, obras de infraestrutura no Sol Nascente/ Pôr do Sol, por exemplo, aumentaram a qualidade de vida da população.

Agora, o objetivo é que as transformações continuem ocorrendo durante 2024. Por isso, o GDF já projeta grandes entregas para o próximo ano.

Saúde 

As regiões administrativas do Guará, São Sebastião e Recanto das Emas receberão novas unidades hospitalares. O GDF escolheu as três regiões por causa do déficit de leitos e portas de emergência em pediatria.

O Hospital do Recanto das Emas (HRE), por exemplo, terá 100 leitos de internação, somando clínica médica, pediátrica e UTIs. O investimento será de R$ 144 milhões. Já o Hospital Clínico Ortopédico (HCO) terá 160 leitos entre ortopédicos, clínico adulto e UTIs. O investimento estimado é de R$ 186 milhões.

Porém, as três regiões administrativas não serão as únicas a serem beneficiadas quando o assunto é saúde. O GDF pretende entregar duas novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) na Estrutural e no Guará; 14 Unidades Básicas de Saúde (UBS); oito policlínicas; além da ampliação dos hospitais de Brazlândia e de Planaltina.

Mobilidade Urbana 

Conhecida como uma pista muito perigosa por conta do número de acidentes, a estrada que liga Brazlândia a Taguatinga recebe atenção especial do Governo do Distrito Federal. A obra de duplicação, tão esperada pelos moradores da região, será entregue no próximo ano. As obras de extensão também incluirão a terceira faixa da estrada que liga o centro de Brasília a Planaltina.

Para desafogar o trânsito durante os horários de pico, áreas estratégicas do Distrito Federal receberão novos viadutos. As regiões beneficiadas serão Jardim Botânico, Riacho Fundo I e Setor Policial. O complexo do Jardim Botânico, entre a DF-001 e a DF-035, beneficiará, em média, 40 mil motoristas. O orçamento do projeto é estimado em cerca de R$ 37 milhões.

Novas rodoviárias no Itapoã, Varjão, Arapoanga e Água Quente também estão nos planos. E os ciclistas também têm novos motivos para comemorar. Mais de 100 quilômetros de ciclovias devem ser entregues.

Segurança

Para facilitar o trabalho da polícia do Distrito Federal e, consequentemente, aumentar a segurança da população, novas delegacias serão espalhadas pela capital. Além disso, no Lago Norte, Sobradinho II, Lago Sul, Gama e Pôr do Sol/ Sol Nascente, as unidades serão reformadas.

Para melhorar ainda mais, novos batalhões da Polícia Militar serão inaugurados em Taguatinga e Estrutural; e do Grupamento de Bombeiros nas regiões de Ceilândia, Gama, Pôr do Sol/Sol Nascente e Plano Piloto.

Educação 

Quando o assunto é educação, o governo do Distrito Federal tem investido na construção e reforma de 20 escolas, 300 salas de aula e 15 creches. E uma nova escola técnica no Paranoá atenderá mais de 2 mil alunos que serão preparados para o mercado de trabalho. Em etapa final de acabamento, a obra recebeu investimento de R$ 12,3 milhões.

Qualidade de vida 

Quando se trata de restaurantes comunitários, o Distrito Federal é referência no atendimento e qualidade da comida. Quatro novas unidades serão inauguradas em Varjão, Samambaia, Arapoanga e Água Quente.

As regiões do Recanto das Emas, São Sebastião, Sobradinho II e Sol Nascente/ Pôr do Sol receberão ainda unidades da Casa da Mulher Brasileira. Os espaços concentram serviços especializados e multidisciplinares para o atendimento às mulheres em situação de violência.

Na área de cultura, iniciada em 2023, a reforma da sala Martins Pena, do Teatro Nacional, será entregue no próximo ano. Com investimento de mais de R$ 49,7 milhões, a reforma gerará cerca de 350 empregos até a conclusão dos trabalhos. O Teatro Nacional foi interditado há dez anos, na esteira da repercussão do incêndio da boate Kiss, em Santa Maria (RS), e agora voltará a servir o cenário cultural no Distrito Federal.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *