Inteligência artificial esclarece dúvidas da população do DF sobre a dengue, veja como funciona

Ferramenta criada pela Secretaria de Saúde, em parceria com o Instituto Aplicado de Seleção e Pesquisa (Iasp), vai auxiliar na informação e conscientização das pessoas, além de reforçar ações para o enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti

Onde encontrar atendimento por conta de sintomas de dengue? Como fazer denunciar um local onde possam haver focos do mosquito Aedes aegypti? Quais os endereços os locais de vacinação? Essas e outras dúvidas podem ser tiradas a partir de agora com a Manu, inteligência artificial disponível no site da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) para reforçar as ações de combate à doença.

A Manu pode ser acessada diretamente pela própria página. Ela tem perguntas pré-programadas e, no caso de denúncias de potenciais focos da doença, permite até o envio de fotos dos locais suspeitos. Neste caso, os dados vão direto para a Vigilância Ambiental. Destaque também para o download de jogos educativos e para a apresentação em 3D do mosquito Aedes aegypti.

A criação da Manu faz parte das diversas iniciativas da Secretaria de Saúde para o enfrentamento da dengue, que vão do investimento em insumos para os locais de atendimento com horário ampliado até ações de mobilização local, passando pelos veículos do fumacê e o reforço das equipes de vigilância ambiental.

“Com a Manu, a ideia é que possamos enveredar para uma comunicação assertiva e ajudar a população”

Luciano Agrizzi, secretário adjunto de Assistência à Saúde

“A comunicação é um ponto-chave e é altamente necessário tirar as dúvidas que a população tem sobre a doença. Com a Manu, a ideia é que possamos enveredar para uma comunicação assertiva e ajudar a população”, afirma o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Luciano Agrizzi.

Apesar de não substituir uma triagem como a realizada pelos servidores da Saúde, o sistema permite conhecer os sintomas da dengue e até indicar possíveis sinais de agravamento. Destaque para a linguagem simples e o visual humanizado: a Manu veste um colete marrom, semelhante aos dos agentes de vigilância ambiental.

O uso de ferramenta digital também é uma aposta para chegar aos jovens, mais acostumados com tecnologias do tipo. “Plataforma digital, hoje, é a melhor forma de disseminar informações. Queremos alcançar o máximo possível de pessoas. Quanto mais conseguimos, melhor o resultado no futuro”, finaliza Alessandra Gomes, presidente do Instituto Aplicado de Seleção e Pesquisa (Iasp), empresa que produziu a ferramenta.

Por trás do funcionamento da Manu está uma equipe multidisciplinar responsável por alimentar a inteligência artificial com os dados da Secretaria de Saúde. A ferramenta utiliza locais de vacinação e de atendimento, além de manter atualizados os protocolos de atendimento à doença.

Acesse aqui a Manu.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Agência Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *