A luz azul das telas faz mal para os olhos? Especialistas analisam mitos comuns sobre a visão

Entender o que verdadeiramente benéfico ou danoso para a visão pode ajudar a evitar problemas futuros

Nem todas as afirmações populares sobre saúde ocular são verdadeiras; veja a lista

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente, cerca de 285 milhões de pessoas no mundo têm a visão prejudicada. Só no Brasil, o Censo Demográficode de 2010 identificou mais de 35 milhões de habitantes com algum grau de dificuldade visual.

Nos Estados Unidos, os números são igualmente alarmantes. Segundo dados fornecidos pelo Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), aproximadamente quatro em cada 10 adultos correm alto risco de perda de visão. No entanto, as doenças oculares mais recorrentes — como a miopia, a hipermetropia, o astigmatismo, a presbiopia, a catarata, o glaucoma e a retinopatia diabética — podem ser tratadas e, em muitos casos, evitadas.

Para desmitificar fatos comumente difundidos sobre a saúde dos olhos e contribuir para a amenização desses indicadores, especialistas em Oftalmologia comentaram sobre as crenças comuns que as pessoas têm sobre a visão.

Um pouco de luz advinda das telas é prejudicial aos olhos

Falso: Embora algumas pesquisas tenham descoberto que a exposição à luz das telas pode danificar a retina e potencialmente causar problemas de visão ao longo do tempo, nenhuma evidência sólida confirmou que isso acontece com exposições típicas em humanos, segundo Joshua Ehrlich, professor assistente de Oftalmologia e Ciências Visuais da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos. Também não há evidências de que usar óculos bloqueadores de luz azul melhore a saúde dos olhos.

Mas as telas podem prejudicar a visão das outras maneiras, inclusive causando olhos secos, de acordo com Xiaoying Zhu, professora clínica de Optometria e principal pesquisadora de miopia do SUNY College of Optometry na cidade de Nova Iorque.

— Quando olhamos para uma tela, simplesmente não piscamos com a frequência que deveríamos e isso pode causar fadiga ocular e visão turva temporária — afirma ela.

A extensão do prejuízo causado pela luz das telas aos olhos ainda está sendo investigada, segundo especialista — Foto: Foto: Freepik

Ler um livro ou usar um objeto eletrônico de perto faz mal

Verdadeiro: Nossos olhos não devem se concentrar em objetos próximos ao nosso rosto por longos períodos de tempo, recomenda Zhu. Quando o fazemos, especialmente quando crianças, isso estimula o alongamento do globo ocular, o que com o tempo pode causar miopia.

Para ajudar a reduzir a tensão nos olhos, a especialista recomenda seguir a regra 20-20-20: a cada 20 minutos de leitura atenta, olhe para algo a pelo menos 6 metros de distância por pelo menos 20 segundos.

Ler no escuro pode piorar sua visão

Falso: No entanto, se a iluminação for tão fraca que você precise segurar seu livro ou tablet próximo ao rosto, isso pode aumentar os riscos mencionados acima e criar fadiga ocular, o que pode causar dor ao redor dos olhos e têmporas, dor de cabeça e dificuldade de concentração. Mas esses são geralmente sintomas temporários, explica Zhu.

Usar óculos de sol faz diferença

Verdadeiro: Há uma razão pela qual os especialistas dizem para não olhar para o sol. A exposição excessiva aos raios ultravioleta A e B da luz solar pode causar danos irreversíveis à retina, de acordo com Ehrlich. Além disso, também pode aumentar o risco de desenvolver catarata.

Muita exposição à luz ultravioleta também pode aumentar o risco de desenvolver câncer nos olhos, explica Ehrlich. Usar óculos de sol, óculos ou lentes de contato que bloqueiam os raios UV pode oferecer proteção.

Faz mal mergulhar de olhos abertos sem proteção

Verdadeiro: O calor aumenta a temperatura da água das piscinas. E isso torna o ambiente mais propício à proliferação de bactérias causadoras de conjuntivite. Portanto, a oftalmologista Marcia Beatriz Tartarella, diretora da Sociedade de Oftalmologia Pediátrica da Latino-América, recomenda aos banhistas um cuidado simples: evitar abrir os olhos debaixo d’água.

Fazer uma pausa no uso de óculos pode impedir que sua visão piore

Falso: Alguns pacientes que precisam de óculos dizem a Safal Khanal, professor assistente de Optometria e Ciência da Visão na Universidade do Alabama em Birmingham, que não usam óculos o tempo todo porque acham que isso piorará sua condição. O oftalmologista alerta que isso não é verdade e aconselha que, se você precisar de óculos, deve usá-los.

As cenouras são boas para os olhos

Verdadeiro: Embora uma dieta cheia de cenouras não proporcione uma visão perfeita, algumas evidências sugerem que os nutrientes nelas são bons para a saúde dos olhos. Um grande ensaio clínico, por exemplo, descobriu que suplementos contendo nutrientes encontrados nas cenouras, incluindo antioxidantes como betacaroteno e vitaminas C e E, podem retardar a progressão da degeneração macular relacionada à idade.

— Seguir uma dieta rica em antioxidantes não evita necessariamente a ocorrência de doenças oculares, mas pode ser útil particularmente para pessoas com degeneração macular precoce — explica Ehrlich.

O agravamento da visão é uma parte inevitável do envelhecimento

Falso: A maioria das causas de declínio da visão na idade adulta – incluindo degeneração macular relacionada à idade, catarata e glaucoma – são evitáveis ​​ou tratáveis, se detectadas precocemente, diz Ehrlich. Se sua visão está começando a diminuir, não a descarte como apenas envelhecimento. Ver um oftalmologista imediatamente (ou regularmente, todos os anos) lhe dará a melhor chance de evitar essas condições, indica ele.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

O GLOBO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *