Ibaneis assina decreto que torna CrisDown unidade de referência no DF

Durante a solenidade de assinatura, o governador informou que está em andamento um projeto para que o Centro de Referência tenha uma estrutura própria de atendimento

Durante a agenda desta quinta-feira (25/4), o governador Ibaneis Rocha (MDB) assinou o Decreto de instituição do Centro de Referência Interdisciplinar em Síndrome de Down — CrisDown como unidade de saúde de referência no Distrito Federal.

O CrisDown nasceu em 2013 e funcionou primeiramente na unidade básica de saúde da 905 norte. Atualmente, localiza-se no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), no mesmo local da antiga creche. Com 11 anos de funcionamento, a unidade atende, hoje, cerca de 2.300 famílias. O acompanhamento é oferecido a todas as faixas etárias, desde bebês até adultos.

Durante a solenidade, Ibaneis informou que o GDF está trabalhando para que no início de 2025 o projeto de criar uma estrutura independente para o CrisDown seja colocado em prática. “Nós não teremos uma unidade acoplada ao HRAN, mas um local específico para sermos cada vez mais referência para o Brasil e para o mundo”, declarou.

O governador falou, ainda, sobre a importância do centro para as famílias dos pacientes. “Nós sabemos que um pai e uma mãe que têm filhos com algum tipo de deficiência deixa de fazer muitas coisas em sua vida para dar atenção a essas pessoas que precisam e merecem. Então, quando o Eduardo (deputado Eduardo Pedrosa) trouxe a proposta de institucionalização e a Lucilene (secretária da Saúde) de fazer a estrutura para o Centro, nós só pudemos dar apoio a esse trabalho”, disse Ibaneis.

A secretária da saúde, Lucilene Florêncio, ressaltou a quantidade de especialistas disponíveis para atender aos pacientes que chegam no CrisDown. “Nós temos pediatras, fonoaudiólogos, ortopedistas, odontólogos, hebiatra e fisioterapeutas. O Distrito Federal tem 39 mil casos de síndrome de Down por ano, na rede pública e na rede privada, então nós podemos entender a magnitude desse diagnóstico precoce e do acompanhamento”, completou.

Ao Correio, o deputado distrital Eduardo Pedrosa, um dos parlamentares que trabalham ativamente nas pautas do CrisDown, falou sobre a importância da institucionalização. “Para mim, é motivo de muita alegria, muita honra e orgulho. Quando a gente institucionaliza, a gente transforma numa política de Estado e garante identidade pra eles, garante que eles estão sendo vistos e que vai ser algo permanente, é um legado que fica.

Atendimento

O CrisDown compõe a rede de assistência da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF). As famílias podem procurar diretamente o CrisDown, não é necessário encaminhamento. Para ser acolhido, é preciso entrar em contato pelo número de WhatsApp (61) 99448-0691 e agendar o atendimento, que ocorre sempre às sextas-feiras.

O trabalho não se limita apenas à pessoa com síndrome de Down, mas engloba toda a família, oferecendo orientação. Gestantes que recebem o diagnóstico da trissomia também recebem apoio durante a gravidez para se prepararem para a chegada de seus bebês. 

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Agência Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *