Veja momento em que autor de feminicídio reage e é morto por PMs

Os policiais tentaram negociar a rendição do feminicida – que, em nenhum momento, largava a faca usada para matar a ex-companheira

Um vídeo flagra o momento exato em que um autor de feminicídio reage e parte para cima de equipes do Grupo Tático Operacional (GTOp 35) da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

As imagens registraram quando Luis Carlos Ferreira de Vasconcelos, 35 anos, armado com uma faca, não se rende quando os policiais dão voz de prisão. Os agentes usaram uma arma de choque, mas o assassino seguiu agressivo. Logo depois, disparos são efetuados para conter o criminoso.

Veja imagens do momento em que o autor do feminicídio é morto:

Os policiais tentaram negociar a rendição do feminicida – que, em nenhum momento, largava a faca usada para matar a ex-companheira Andreia Crispim de Lima Silva, 50. O agressor chegou a ligar o gás da residência e pegar um isqueiro. O 25º feminicídio do Distrito Federal ocorreu na noite dessa quinta-feira (24/8).

De acordo com policiais militares, as equipes foram acionadas pelos vizinhos, que ouviram uma discussão acalorada entre o casal e relataram que a mulher, Andreia Crispim de Lima Silva, 50, gritava muito. Os militares tentaram negociar a rendição com o agressor. Porém, ainda segundo o depoimento, ele estava muito agitado dentro do imóvel.

Negociação

O criminoso confessou que havia esfaqueado a esposa. Os PMs, inclusive, conseguiram ver a mulher deitada ao chão, sem se mexer. Durante a negociação, ele também ameaçou matar o filho do casal que, supostamente, também estaria na casa.

A todo momento, o homem segurava uma faca e um isqueiro. Gritava que tinha ligado o registro de gás e iria explodir o local. Ele também pediu que os policiais ligassem para o seu pastor. A ligação, contudo, não surtiu efeito, pois Luis Vasconcelos permanecia alterado.

Veja imagens do criminoso e da vítima:

Andreia Crispim de Lima Silva, 50, foi assassinada pelo ex na Estrutural Material cedido ao Metrópoles

Homem e mulher foto 3 x 4

Conforme o tempo passava, o cheiro do gás ficava mais forte, e a vítima permanecia imóvel. Os militares contam que chegaram a fazer um disparo com arma de choque, mas o suspeito teria permanecido em pé. Logo em seguida, os policiais contam que o agressor saiu da casa e tentou ferir as equipes, que reagiram e atiraram ao menos duas vezes.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou a morte da mulher. Ela, a princípio, não tinha marcas de perfurações pelo corpo. Dessa forma, os policiais acreditam que a vítima pode ter sido atingida na cabeça, provavelmente com um martelo, que foi apreendido próximo ao corpo.

A vítima já havia registrado ocorrência contra o autor.

O autor chegou a ser encaminhado ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), mas não resistiu. Não havia criança na casa. Os vizinhos, no entanto, afirmaram que as brigas eram frequentes. O caso foi registrado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam I), na Asa Sul.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *