‘Superlua Azul’ ilumina o céu nesta quarta (30); fenômeno pode ser visto a olho nu, vídeo

No DF, melhor momento para observação é no início da noite. Próxima superlua azul só será vista em setembro de 2031, diz professor da Universidade de Brasília

A “Superlua Azul” marca a noite desta quarta-feira (30). O fenômeno pode ser visto a olho nu, e Brasília, por causa da visão aberta do horizonte, é uma das cidades do país onde ela se mostra com evidência (veja vídeo acima).

O professor de física e de astronomia da Universidade de Brasília (UnB) Paulo Eduardo de Brito explica que a superlua azul acontece devido a dois fatores:

🌕 A coincidência da lua cheia com o perigeu – quando a distância entre a lua e a Terra é menor do que 360 mil km. Quando isso acontece, a lua fica 14% maior e 30% mais brilhante do que no apogeu (microlua) – quando está mais distante

🌕 A ocorrência de uma segunda lua cheia em um mesmo mês

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a segunda lua cheia de agosto começa nesta quarta, às 22h35, e vai até a próxima quarta (6), quando o satélite fica na fase minguante, às 19h21. A lua, entretanto, já começa seu processo de decrescer na quinta-feira (31).

O professor Paulo Eduardo de Brito explica que a lua não fica azul – “é apenas uma licença poética”. Mas o fenômeno pode ser considerado raro porque ocorre, mais ou menos, a cada 3 anos, diz Brito.

“Quando coincide de ser uma lua azul e uma superlua ao mesmo tempo, o satélite recebe o nome de superlua azul. O evento deve acontecer novamente só em setembro de 2031“, diz o professor.

Em Brasília, o professor aponta que o melhor horário para se observar o fenômeno é no início da noite, quando a lua surge no horizonte leste. “Uma foto tirada do alto da Torre de TV, mirando o Congresso, dará uma foto muito bonita”, aconselha.

Próximos fenômenos para ficar de olho no céu

Além desta superlua, no segundo semestre do ano ocorrem dois eclipses e seis chuvas de meteoros.

Eclipses

  • ☀️ 14 de outubro: Eclipse solar anular (visível em boa parte do país);
  • 🌗 28-29 de outubro: Eclipse lunar parcial (visível em uma pequena parte do país).

Chuvas de meteoros

  • ☄️ Draconids: ativa de 6 a 10 de outubro (pico: de 8 a 9 de outubro). Pico de meteoros por hora: 10;
  • ☄️ Orionids: ativa de 2 de outubro a 7 de novembro (pico: de 21 a 22 de outubro). Pico de meteoros por hora: 25;
  • ☄️ Taurids: ativa de 10 de setembro a 20 de novembro no Hemisfério Sul (pico: de 10 a 11 de outubro no Hemisfério Sul). Pico de meteoros por hora: 5;
  • ☄️ Leônidas: ativa de 6 de novembro a 30 de novembro (pico: de 17 a 18 de novembro). Pico de meteoros por hora: 10;
  • ☄️ Geminidas: ativa de 4 a 20 de dezembro (pico: de 14 a 15 de dezembro). Pico de meteoros por hora: 150;
  • ☄️ Ursids: ativa de 17 a 26 de dezembro (pico: de 22 a 23 de dezembro). Pico de meteoros por hora: 10.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *