Professora do DF pede ajuda para sobreviver a câncer raro e agressivo

Sem renda atualmente, a educadora, que já trabalhou em escola pública, precisa pagar um tratamento que custa por mês cerca de R$ 3 mil

professora - Metrópoles

A professora Iasmim Dias (foto em destaque) enfrenta um carcinoma neuroendócrino de pequenas células, tipo raro e agressivo de câncer. Sem renda, a educadora precisa de um tratamento de R$ 3 mil por mês para sobreviver.

Iasmim trabalhou na rede pública do Distrito Federal como professora de contrato temporário no Centro de Ensino Médio Asa Branca (Cemab) em 2023. Lecionou língua portuguesa.

Ela passou por sessões de radioterapia e mantém tratamento quimioterápico e braquiterapia. As consultas, remédios e o tratamento são muito caros.

Para ajudar a custear o tratamento, a professora organizou uma vaquinha. As doações podem ser feitas na chave Pix (61) 99284-6450. A conta é de Leonardo Palumbo, marido da educadora.

O Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF) também se mobilizou para ajudar Iasmim.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *