Saúde: Ibaneis vai contratar 200 médicos e nomear 541 servidores

Governador do DF anunciou que nomeação de 180 técnicos de enfermagem, 156 enfermeiros, 115 agentes comunitários e 90 médicos especialistas

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou a contratação de 200 médicos temporários e a nomeação de 541 servidores para a Secretaria de Saúde (SES-DF), aprovados em concursos públicos. A medida decorre do cenário epidêmico provocado pela dengue na capital do país.

A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (21/2), durante o lançamento do Programa de Mobilização Nacional para Combate ao Aedes Aegypti, na Escola Classe (EC) Juscelino Kubitscheck, na Quadra 500 do Sol Nascente/Pôr do Sol.

Alunos da Escola Classe JK

Durante discurso, Ibaneis agradeceu o trabalho de servidores da área da Educação e da Saúde e anunciou a contratação de novos profissionais.

“Hoje ainda estaremos assistindo o decreto com a contratação de 200 médicos temporários, mais 180 técnicos de enfermagem, 156 enfermeiros, 115 agentes comunitários e mais 90 médicos especialistas. Isso tudo para reforçar o combate a dengue em nossos hospitais, em nossas tendas, ajudando cada vez mais a população do Distrito Federal”, anunciou Ibaneis.

Ibaneis Rocha e Celina Leão

De acordo com o chefe do Executivo local, o investimento do governo para contratação de médicos temporários é mais de R$ 27 milhões. Já para nomear os profissionais efetivos, o valor será R$ 48 milhões somente neste ano.Play Video

“Peço que transmitam meu agradecimento ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. […] Nós vamos trabalhar muito para que a gente diminua o mais rápido possível o número de casos de dengue. E também vamos cuidar para atender as famílias do Distrito Federal, como nós hoje estamos fazendo”, finalizou o governador.

Com a palavra, Nísia Trindade disse que estados e o governo Federal estão trabalhando juntos para o combate à dengue que, segundo ela, é um problema em toda América Latina. “Ao longo dos dias teremos várias ações. A próxima segunda-feira será o Dia D, de combate a dengue. Conto com vocês. O Brasil unido vai ganhar esse desafios. Vamos ao trabalho com muita luta e afinco “, disse

Na ocasião, o governo federal organizou um ponto de multivacinação para reforçar a importância da atualização da caderneta com todas as vacinas recomendadas no calendário nacional. As iniciativas fazem parte do Programa Saúde na Escola, retomado pelo governo federal como eixo fundamental entre educação e saúde, focando na prevenção e conscientização de crianças e adolescentes.

Nessa terça-feira (20/2), a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) confirmou 38 mortes causadas pela dengue em 2024. Os dados constam no boletim epidemiológico divulgado pela pasta na mesma data.

De acordo com o documento, outros 72 óbitos estão em investigação. Em 2023, no mesmo período, nenhuma morte por dengue havia sido registrada na capital federal.

A maioria dos mortos pela doença tinha 80 anos ou mais, faixa etária que soma oito óbitos pela doença desde o início do ano.

Casos de dengue

Em 2024, já foram registrados 81.408 casos prováveis de dengue. Até 19 de fevereiro, foram notificados 1.399 casos de dengue com sinais de alarme em pessoas residentes do DF, o que equivale a um acréscimo de 1.765,3% em relação ao mesmo período de 2023.

Ainda segundo a SES, no mesmo período, houve a notificação de 67 casos graves em residentes no DF, um aumento de 6.600% em relação ao mesmo período de 2023.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *