Reajuste da tarifa de transporte no Entorno pode ser adiado

A passagem chega ao cúmulo de custar cerca de R$ 11. Tem cabimento?”, questiona. “Apenas estou fazendo o meu papel como parlamentar, preocupado com os 224 mil trabalhadores do Entorno que vêm para Brasília todos os dias”, ressaltou Kajuru

Em reunião realizada no Senado Federal, em Brasília, com a secretária de Estado do Entorno (SEDF-GO), Caroline Fleury, o senador Jorge Kajuru (PSB) entrou em contato com o ministro dos Transportes, Renan Calheiros Filho, pedindo a ele que adiasse em pelo menos 180 dias o reajuste da tarifa do transporte semiurbano no Entorno do Distrito Federal. O aumento já estava previsto pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para este mês, decorrente de acordo com empresas operadoras do sistema. Seria, na realidade, a terceira parcela do reajuste para repor perdas inflacionárias.

O período solicitado corresponde ao tempo necessário para que o “Grupo de Trabalho do Transporte Semiurbano entre o Distrito Federal e Região que abrange as cidades do Entorno de Goiás”, ou, simplesmente, “GT do Entorno”, criado pela Portaria 129/2024, possa finalizar suas tarefas de desenvolver soluções voltadas à redução de tarifas e aprimoramento da gestão estrutural do sistema de transporte.

Em busca de soluções

No encontro com Fleury, Kajuru explicou que sua atitude de apelar para a intervenção do ministro era necessária, pois o aumento previsto para as passagens impactaria enormemente a vida de quem precisa utilizar o transporte público coletivo entre o Entorno e o DF. “Na condição de senador de Goiás, o que estou solicitando ao ministro é que adie o prazo. A passagem chega ao cúmulo de custar cerca de R$ 11. Tem cabimento?”, questiona. “Apenas estou fazendo o meu papel como parlamentar, preocupado com os 224 mil trabalhadores do Entorno que vêm para Brasília todos os dias”, ressaltou.

Jorge Kajuru: “A passagem chega ao cúmulo de custar cerca de R$ 11. Tem cabimento?”

Já a titular da SEDF-GO acredita que o GT do Entorno encontrará alternativas para que os usuários do serviço não tenham que arcar integralmente com o alto custo das tarifas. A solução, neste caso, passa pelo subsídio e a proposta é que ele seja bancado por três entes: o Governo de Goiás, o Governo do Distrito Federal e a União. “A gestão do transporte no Entorno é de competência federal, devido à sua natureza interestadual, exigindo ação direta do Governo Federal para qualquer tipo de solução, mesmo compartilhada”, esclareceu Caroline Fleury.

Outra medida proposta, a ser discutida no GT, é a tarifa unificada. “Isto pode ser feito a partir de um modelo integrado, em que o passageiro paga a passagem uma única vez, esteja ele embarcando em Goiás rumo a Brasília ou vice-versa. A tarifa precisa caber no bolso”, concluiu a secretária.

Siga ODEMOCRATA no Instagram pelo link www.instagram.com/odemocrata
📰Leia e veja as melhores notícias do Distrito Federal, entorno de Brasília, Brasil e do mundo🌎dando ênfase para notícias regionais📍e de utilidade pública.
✔️ANUNCIE CONOSCO
🟩WhatsApp📱(61)98426-5564📱(61)99414-6986
✅Confira nossa tabela de preço. Fazemos permutas e parcerias🤝🏽
PORTAL DE NOTÍCIAS
📲ODEMOCRATA
🌎SEMPRE CONECTADO COM VOÇÊ🖥️

fonte:

JORNAL OPÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *